Consulta de Terapia de Casal e Sexologia

Na Terapia de Casal atendem-se às particularidades de cada indivíduo e da díade conjugal, trabalhando-se sobre as estratégias de resolução de conflitos de forma adaptada à personalidade singular de cada cônjuge, com o objetivo de orientar o casal de volta à satisfação com a sua relação.

Cada cônjuge traz as suas características para a relação de casal, onde depois é necessário reconstruir a realidade individual de cada um e criar a identidade conjugal, a dois. É aqui que surge o conflito.

conjugalidade
Casal Idosos Felizes

Alguns dos conflitos mais comuns nas relações conjugais…

Estes e outros conflitos manifestam as diferenças do casal, obrigando-o a comunicar, a ceder, a negociar, a readaptar-se.

Comunicação
  • Conflitos
  • Tomadas de Decisão
  • Redes Sociais
  • Novas Tecnologias
  • Verbal e Não verbal
  • Resolução de Discussões
Sexualidade
  • Satisfação
  • Intimidade
  • Medos
  • Comunicação
  • Concretização
Rotina
  • Tarefas domésticas
  • Família/Amigos
  • Segurança/Confiança
  • Compromisso
  • Funcionalidade
  • Satisfação
  • Organização
  • Limites
Gestão
  • Financeira
  • Parental
  • Carreiras Profissionais
  • Tempos livres
  • Objetivos e Crenças
  • Espaço individual e comum
  • Autonomia
  • Sentimentos

O que podem esperar ou não de uma consulta de Terapia de Casal?

O que podem esperar de mim:
  • Estabelecimento de um contexto de colaboração e positividade
  • Estabelecer conjuntamente as áreas nucleares para a intervenção no casal / definir objetivos
  • Avaliar as dimensões individuais e conjugais
  • Avaliação dos comportamentos da díade que contribuem para a (in)satisfação do outro no seio da relação – localizar o conflito na história desenvolvimental do casal
  • Treino de competências de comunicação
  • Treino de competências de resolução de conflitos
  • Treino de estratégias promotoras da intimidade, funcionalidade e satisfação
  • Trabalhos para realizar em casa / fora do contexto da consulta 🙂
Não vale a pena esperar que eu:
  • Me posicione do lado de “quem tem razão” – “se ela me traiu, claro que a psicóloga tem que estar do lado de quem está em sofrimento”.
  • Faça intervenção quando não estão reunidas as condições mínimas, como por exemplo, um dos elementos está apenas de “corpo presente”, à espera que o outro faça todo o trabalho, sem qualquer investimento. Nas minhas consultas, o “amar pelos dois” não ganha prémios 🙂

Perguntas frequentes

O que é uma consulta de sexologia?

A consulta de sexologia incide nas disfunções sexuais femininas e masculinas (disfunções ao nível do desejo, disfunção erétil, ejaculação precoce, vaginismo, dispareunia).

O objetivo é promover uma vivência da sexualida de mais adaptativa, quer individualmente, quer ao casal, ajudando-o na adaptação à sexualidade
em diferentes momentos da vida.

Nesta consulta, potencia-se o conhecimento conjugal que leve à construção de uma interação positiva entre os cônjuges e de alternativas para o crescimento e desenvolvimento do casal, bem como para cada elemento de forma individual.

O que é uma consulta de Terapia de Casal?

Numa consulta de terapia de casal pode esperar:
1) Aprender a travar “guerras” juntos e não um contra o outro;
2) melhorar a satisfação e a comunicação do casal;
3) trabalhar a resolução de conflitos através de estratégias de resolução adaptativas a cada casal;
4) partilha da responsabilidade da mudança (tanto do casal como de cada cônjuge individualmente);
5) ausência de julgamento;
6) esclarecimento de mitos.

Como sei que preciso de fazer Terapia de Casal?

Assim que surgem comportamentos que podem levar à rutura conjugal:
1) Crítica destrutiva; 2) Defensividade; 3) Desrespeito e desprezo; 4) Fuga, ou seja, retirada emocional dos conflitos e o abandono da comunicação. Outros problemas conjugais prendem-se ainda com as diferentes expectativas sobre a relação, a insegurança pessoal e/ou na relação; dificuldades na transição dos ciclos de vida, monotonia/desinteresse, relações extraconjugais, relacionamento com as famílias de origem, dificuldades na gestão (horária, doméstica, parental, financeira)…

E se o meu companheiro(a) não quiser participar nas consultas?

Dependendo da problemática conjugal poderá ser avaliada a possibilidade de intervenção de forma individual. No entanto, a presença da díade será sempre uma mais-valia para a intervenção psicológica.

Qual é a periodicidade recomendada para as consultas?

Idealmente, falaríamos de uma periodicidade semanal ou quinzenal mas esta questão será avaliada e acordada entre mim e o casal.

Não estou numa relação mas quero trabalhar questões individuais relativos à conjugalidade. É possível?

Claro! Para trabalhar medos como a rejeição, o fracasso, abandono, indiferença, não se sentir capaz de amar ou ser amado não temos obrigatoriamente que estar numa relação.

Artigos sobre Conjugalidade

HOME - confinamento no sofá
Conjugalidade

10 Estratégias para o casal em confinamento

Estamos todos cansados com a situação do covid-19 e as suas consequências. Estamos preocupados com a nossa saúde, com a saúde de quem amamos, com…
Sexologia e Conjugalidade: a intervenção da psicologia no casal
Conjugalidade

Sexologia e conjugalidade: a intervenção da psicologia no casal

7 em cada 8 situações de disfunções sexuais podem ser tratadas com terapia de casal.   Na disfunção, antecipamos o fracasso, a nossa incapacidade, o…
Terapia de Casal: a(r)mar o casal para os desafios da relação.
Conjugalidade

Terapia de Casal: a(r)mar o casal para os desafios da relação.

Todos nós estamos preocupados com as consequências que a pandemia tem trazido às nossas vidas, seja a nível da saúde física, mental, financeira, familiar, escolar……

Todas as caminhadas começam com um primeiro passo.

Marque a sua consulta.